20 agosto 2006

(de)repente

no começo era medo - então, mariposa rodopiando em lâmpada - depois susto - e oco que fica quando alguma coisa lá dentro morre - e folha seca de ficar sem - no desespero de te querer de volta - por fim, alívio te ver de novo - ilusão de te ter - se nada se tem - é só querer tentar de novo - e descobrir que tem amor pra isso
"repente = dito ou ato repentino, irrefletido; ímpeto"
(aurélio buarque de holanda ferreira)

2 comentários:

Maria disse...

sabe que vc é inteira, por mais que procure negar, não sabe?!... :)

photographie disse...

na verdade não sei ao certo, até porque não costumo enxergar as coisas que nego... mas é bom saber o que os outros vêem!