29 outubro 2007

uns versos

"sou sua noite . sou seu quarto . se você quiser dormir . eu me despeço . eu em pedaços . como um silêncio ao contrário . enquanto espero . escrevo uns versos . depois rasgo . sou seu fado . sou seu bardo . se você quiser ouvir . o seu eunuco . o seu soprano . um seu arauto . eu sou o sol da sua noite em claro . um rádio . eu sou pelo avesso . sua pele . o seu casaco . se você vai sair . o seu asfalto . se você vai sair . eu chovo . sobre o seu cabelo . pelo seu itinerário . sou eu o seu paradeiro . em uns versos que eu escrevo . depois rasgo . e depois rasgo" (a. calcanhoto)

3 comentários:

ju disse...

ai que essa música me dá uma dooorrr.

Rafael Campos disse...

pode chover

chova

muito!

photographie disse...

também acho que chorar, mas se for reparar bem, até que é uma música feliz...